Mensagens

 

 

 

Conduta Espírita: Perante a Instrução

 

Em todas as circunstâncias, lembrar-se de que o Espiritismo expressa, antes de tudo, obra de educação, integrando a alma humana nos padrões do Divino Mestre.

Cultura atendida, progresso mais fácil.

Solidarizar-se com os empreendimentos que visem a alfabetização de crianças, jovens e adultos.

O alfabeto é o primeiro degrau de ascensão à cultura.

Pugnar pela laicidade absoluta do ensino mantido oficialmente, esclarecendo os estudantes, sejam crianças ou jovens, sempre que necessário, quanto à conveniência de se absterem, cordialmente, quando possível, das aulas e solenidades de ensino religioso nos institutos de instrução que veiculem noções religiosas contrárias à Doutrina do Espiritismo.

O lar e o templo são as escolas da fé.

Aperfeiçoar os métodos de ministração do ensino doutrinário à mente infantil, buscando nesse particular os recursos didáticos suscetíveis de reafirmarem a seriedade e o critério seguro de aproveitamento na elaboração de programas.

Na academia do Evangelho, todos somos alunos.

Renovar as matérias tratadas nos programas de evangelização, segundo orientações atualizadas.

O Espiritismo progride sempre.

Dedicar atenção constante à melhoria dos processos pedagógicos, no sentido de oferecer aos pequeninos viajores recém-chegados da Espiritualidade a rememoração necessária daquilo que aprenderam e dos compromissos que assumiram antes do processo reencarnatório.

Quem aprende pode ensinar e quem ensina aperfeiçoa o aprendizado.

Dispor o problema da educação com Jesus, acima dos interesses de sociedades e núcleos, unificando, sempre que possível, os trabalhos esparsos, imprimindo maior relevo às obras de evangelização, no preparo essencial do futuro.

A educação da alma é a alma da educação.

“Portanto, ide e ensinai...” — Jesus. (MATEUS, 28:19.)

VIEIRA, Waldo. Conduta Espírita. Pelo Espírito André Luiz

 

> Mensagens Anteriores